Notícias

Crônica da Semana: “Mulheres, café e bate-papo” – por Kátia Muniz

download

Mulheres, café e bate-papo

Por: Katia Muniz                                                                   katiacronicas@gmail.com

 

A amiga postou a seguinte frase em uma rede social: “Gastar tempo com aquilo que lhe der lucro emocional e não financeiro é ter um caso de amor com a vida.”

É fato que passamos boa parte da nossa vida correndo atrás do dinheiro. Com ele compramos roupas, alimentos e o que mais atender as nossas necessidades básicas.

O dinheiro compra também alguns sonhos. Uma viagem a Paris, por exemplo, ou um celular cheio de tecnologia.

Mas nada é mais arrebatador do que as emoções sentidas por atos generosos de amor. Aqueles a que a gente se entrega, se doa, se disponibiliza, se empenha.

Dia 09/05/15 é uma data que eu vou guardar, para sempre, na memória.

Agraciada com o meu nome no título de um evento, a princípio, não soube lidar direito com a situação. Tímida, com a designação recebida, enrubesci. Mentalmente, solicitei que o chão se abrisse e que eu sucumbisse na cratera que logo se abriria, quando, em voz alta, me disseram que o evento se intitulava “Café com Katia Muniz”. O chão fez pouco caso de mim, não se moveu.

O Grupo Escoteiros do Mar Ilha do Mel possui em sua sede, o Clube de Pais. Nesse evento específico, destinado somente às mulheres, por conta, principalmente, do Dia das Mães, fui chamada para falar a respeito de um tema proposto em um dos meus textos. A crônica escolhida chama-se “Conectados”, e trata da obsessão por nos mantermos o tempo todo ligados com os aparelhos de celulares e afins.

A organização contou com um número expressivo de mulheres que, não mediram esforços, arregaçaram as mangas e se propuseram a entregar o seu melhor possível. Aliás, “melhor possível” é um lema dentro do grupo.

Determinadas, decididas, concentradas, destemidas, esforçadas, entusiasmadas, encorajadas. Eram mulheres adjetivadas, unidas por um causa.

Lindo de ver tanta gente envolvida, somando atitudes, entregando-se de corpo e alma para que tudo saísse da melhor forma.

E saiu. O evento foi um sucesso pela somatória de forças, pela união e contribuição de cada pessoa que fez o encontro acontecer.

O “Café com Katia Muniz” já passou. Mas as emoções ainda continuam em ebulição, dentro de mim. Agradeci no dia e agradeço, novamente, em forma de texto.

Cada vez que me recordo da sala cheia, do bate-papo rolando solto, do café, das companhias, das fotos, sinto uma imensa alegria.

O café foi servido com empenho e estava recheado de guloseimas. Mas, a cereja do bolo ainda fica por conta de uma palavra sublime: AMOR.