Notícias

Homem é suspeito de matar a esposa em Pontal do Paraná! A vítima foi asfixiada

Por volta das 8h45 de sexta-feira, 10, equipes da Polícia Militar e investigadores da Polícia Civil de Pontal do Paraná foram acionados na Rua Cabo Frio, no balneário de Guapê, para dar atendimento a uma situação de achado de cadáver. O corpo de Marli de Fátima da Silva, de 44 anos, foi encontrado em cima de uma cama, dentro do quarto, na residência onde ela morava com o marido. Ao chegar ao local, os policiais ouviram uma primeira versão apresentada por Márcio Bastos, de 42 anos, marido da vítima, ele relatou que, ao acordar, percebeu que a companheira não respirava, momento em que saiu da casa e pediu ajuda a vizinhos, acreditando que a mulher tinha sofrido um mal súbito durante a madrugada. Ao verificar o cômodo onde o corpo foi encontrado e conversando com vizinhos, os policiais desconfiaram da versão apresentada pelo marido de Marli, que acabou confessando que agrediu a vítima durante a noite.

O nosso departamento de jornalismo conversou com o Delegado da Polícia Civil de Pontal do Paraná, Dr. Lucio Lugli, sobre o caso. Acompanhe:

 

De acordo com Márcio, o casal estava bebendo, começou a discutir e, durante a briga, Marli teria desferido várias facadas contra seu rosto, e que ao tentar se defender, ele teria pego a esposa pelo pescoço, deixando a vítima inconsciente. Bastos contou, ainda, que colocou a mulher na cama e dormiu ao seu lado. A vítima e o agressor apresentavam ferimentos no pescoço. O local foi isolado, passou por perícia da Criminalística e o corpo de Marli de Fátima da Silva, de 44 anos, foi recolhido ao Instituto Médico Legal de Paranaguá, onde passou por exames complementares, que vão indicar a verdadeira causa da morte. Já Márcio Bastos, de 42 anos, foi encaminhado para a Delegacia da Polícia Civil de Ipanema onde foi autuado em flagrante, pelo Delegado Dr. Lucio Lugli, pelo crime de feminicídio. Ele ficou recolhido na carceragem da unidade policial à disposição da Justiça.