Notícias

Policia Civil de Paranaguá deflagra a Operação Vitriol! 4 mandados de prisão foram cumpridos

Investigadores da 1ª SDP – Delegacia da Polícia Civil de Paranaguá, deflagraram durante a quinta-feira, desde a madrugada, a primeira fase da “Operação Vitriol”. Foram cumpridos 3 mandados de prisão, todos por envolvimento em crimes de homicídio, tentativas de homicídio e latrocínio tentado. O delegado que comandou as investigações, Dr Nilson Diniz, falou sobre a prisão do Adelino Adrian dos Santos Costa, de 26 anos, ele é suspeito de ser um dos autores do homicídio tentado ocorrido no último dia 29 de Julho na Ponta do Caju:

 

Dr Nilson Diniz, delegado adjunto e operacional, que comandou a primeira fase da “Operação Vitriol”, o Adelino Adrian dos Santos Costa, de 26 anos, está sendo investigado por uma outra situação de homicídio aqui em Paranaguá:

 

O terceiro preso na quinta-feira foi Ruan Teodoro dos Santos, 27 anos, investigado em pelo menos dois homicídios, foi preso no começo da madrugada no bairro Porto Seguro:

 

O primeiro caso foi registrado no dia 30 de Julho de 2016, na Rua Etuzi Takayama, no Parque São João, quando Erick Silva Faria, foi atingido por vários disparos de arma de fogo e o segundo, registrado no dia 15 de Janeiro de 2017, na Avenida Bento Munhoz da Rocha Neto, no Parque Agari, quando Derick Patrick da Silva Moreira, que estava em um ponto de ônibus, foi alvejado por disparos que arma de fogo, realizados do interior de um veículo. A investigação durou mais de um ano, período necessário, para a realização das oitivas de todas as testemunhas, bem como o resultado de todos os exames periciais, emitidos pelos órgãos de Polícia Técnica.

Durante as investigações que resultaram na prisão de Ruan Teodoro dos Santos, a apreensão de uma arma de fogo, foi fundamental, já que ao comparar os projéteis extraídos dos corpos das vítimas, foi possível constatar que o revolver calibre .38 encontrado com o suspeito, foi utilizado nos dois homicídios. A arma foi encontrada com Ruan, durante uma operação conjunta da Policia Civil e Guarda Civil Municipal em abril do ano passado, quando verificavam denúncias acerca de tráfico de drogas em uma boate na PR-407, na Vila Garcia. Na oportunidade,Ruan Teodoro dos Santos, foi encaminhado para a Delegacia.

Ao ser abordado, no bairro Porto Seguro, Ruan Teodoro dos Santos estava comR$1.500,00 em notas falsas, que foram apreendidas. Ele também vai responder por esse crime, já que foi lavrado o auto de prisão em flagrante em seu desfavor.

Dr Nilson destaca que com essas 4 prisões fica claro o trabalho das forças policiais para combater os crimes de homicídio, 47 em Paranaguá este ano e a grande maioria dos autores estão presos e outros identificados. O trabalho de investigação continua:

 

Na manhã de quinta-feira, 9, a equipe de investigadores da 1ª Subdivisão Policial de Paranaguá realizou a prisão de Adelino Adrian dos Santos Costa, de 26 anos, ele é suspeito de ser um dos autores do homicídio tentado ocorrido no último dia 29 de Julho.

O crime aconteceu na madrugada do dia 29 de Julho na Rua Dona Mariquinha, em frente ao Bar do Paulista, na Ponta do Cajú. De acordo com a investigação realizada pela Divisão de Homicídios da 1ª SDP, Adelino, jogou o veículo que conduzia na direção da vítima, momento em que o outro indivíduo, que estava dentro do automóvel, atirou. A vítima, identificada apenas como Mateus, foi encaminhada para o Hospital Regional, por populares. Com a ajuda de testemunhas, que presenciaram o crime, foi possível identificar os autores. Além de ter participado desta tentativa de homicídio, Adelino é investigado em outros inquéritos policiais que apuram homicídios registrados em Paranaguá. Dessa forma, a Polícia Civil encerra a primeira fase da operação VITRIOL, com a prisão de ADELINO ADRIAN DOS SANTOS COSTA, RUAN TEODORO DOS SANTOS e ALEXANDRE LUIZ CARDOSO MIRANDA, autores de crimes violentos, cometidos na cidade de Paranaguá.

Ainda durante a madrugada de quinta-feira, 9, dando continuidade à operação VITRIOL, investigadores da 1ª SDP, realizaram a prisão de Alexandre Luiz Cardoso de Miranda, de 20 anos, coautor do latrocínio tentado, registrado na noite do dia 28 de Julho na Estradinha.

RELEMBRE O CASO
Por volta das 20h de sábado, 28, um adolescente deu entrada na emergência do Hospital Regional com um ferimento no pescoço. Ele foi abordado nas proximidades da casa hospitalar por dois assaltantes, que o esfaquearam. A ação criminosa ocorreu na região da Rua Coronel Elísio Pereira e a vítima, ferida, correu até o hospital e pediu socorro. Devido à gravidade do ferimento, o adolescente foi encaminhado para o centro cirúrgico, onde foi operado e depois de ficar internado na UTI por alguns dias, recebeu alta.

PRISÃO
No início da noite de quinta-feira, 9, Guardas Civis Municipais, que atuam na Ilha dos Valadares, informaram as equipes da 1ª Subdivisão Policial, que o suspeito esteve na região e que estaria circulando de bicicleta pela Avenida Roque Vernalha. Imediatamente, os investigadores da Divisão de Homicídios foram até o local indicado e as diligências para localizar o suspeito começaram. Alexandre foi abordado na região da Vila Cruzeiro, ele foi encaminhado para a Delegacia. Alexandre Luiz Cardoso de Miranda, de 20 anos, foi apontado pela própria vítima como sendo o autor da facada que atingiu seu pescoço.

COMPARSA
Na tarde de sexta-feira, 03, o outro suspeito de participar da tentativa de latrocínio contra o jovem Gabriel, foi preso por Policiais Civis na Ilha dos Valadares, Alisson João Gonçalves Carneiro, de 22 anos, foi reconhecido por uma testemunha e também pela vítima.

Nos próximos dias, o Inquérito Policial, instaurado para apuração do fato, será encaminhado ao Ministério Público para que seja oferecida a denúncia em face dos autores do crime. Os dois acusados, seguem recolhidos na carceragem da Delegacia da Policia Civil.

OPERAÇÃO VITRIOL
A ação policial foi batizada de VITRIOL por significar a busca pela melhora pessoal e consequentemente a busca por uma sociedade melhor.